New Generation: Girls

E a lista continua. Segue segunda parte:

1- Mackenzie Davis

01-falls-finest

 

Mackenzie Davis é canadense de Vancouver e fez faculdade em um de meus lugares favoritos, Montreal. Já apaixonada por atuação, se mudou para Nova York para tentar a carreira de atriz. Seu filme de estreia foi Breathe In (2013), ao lado de Guy Pearce. Depois participou na fraquíssima comédia That Awkward Moment (2014), com Zac Efron e na elogiadíssima e pouco vista série Halt and Catch Fire (2014 – 2017). Em 2015 esteve na bobagem Freaks of Nature e no excelente The Martian, em que causou ótima impressão, mesmo sendo um papel pequeno em uma superprodução.

mackenzie-davis-vanity-fair-magazine-november-2015-issue_1

Porém foi no ano seguinte que a atriz conquistou de vez o público. Estou falando da série Black Mirror (2011 – ), mais precisamente do excelente episódio San Junipero,  que, ao lado da também talentosíssima Gugu Mbatha-Raw, fazem um dos casais mais irresistíveis da tv. No mesmo ano Mackenzie fez Always Shine (2016), um dos mais interessantes filmes de 2016, que mais que recomendo. A atriz apresenta um dos seus melhores trabalhos nesse filme. Em seguida participou do absolutamente genial Blade Runner 2049 (2017), que foi absurdamente injustiçado no Oscar 2018.

Entre seus próximos projetos estão a última colaboração entre Jason Reitman e Diablo Cody, a comédia dramática Tully (2018), ao lado de Charlize Theron. O filme estréia essa sexta (04 de maio) e já vem colhendo muitos elogios. Estrela também a comédia Izzy Gets the F*ck Across Town (2017). Para o próximo ano, estará no terror The Turning (2019) e abocanhou o papel do reboot ainda sem título da franquia Terminator, com o retorno de Arnold Schwarzenegger e Linda Hamilton, além da adição de Diego Boneta. Sem dúvida, uma de minhas favoritas atrizes do momento.

2- Karen Gillan

karen-gillan-the-sunday-times-photoshoot-december-2017-4

A escocesa Karen decidiu que queria ser atriz aos 16 anos, começando a carreira em pequenos papeis em séries de tv britânicas. Em 2010 teve seu primeiro papel em uma série de grande sucesso, no caso Doctor Who (2005 – ), onde ficou por 2 anos. Em 2013 estrelou o bom horror Oculus (2013), que fez relativo sucesso. Em seguida conseguiu o papel de Nebula no grande sucesso e ótimo filme Guardians of the Galaxy (2014). A atriz reprisou o papel na sequencia Guardians of the Galaxy Vol. 2 (2017) e em Avengers: Infinity War (2018), que acabou de estrear nos cinemas.

Karen-Gillan-hot-photos-and-pictures-19

Guardiões não é a única superprodução em sua carreira. A atriz esteve no mega sucesso Jumanji: Welcome to the Jungle (2017), que obviamente terá uma sequencia para o próximo ano. Talentosa e ambiciosa, aos 30 anos, acabou de lançar no festival de Tribeca sua estréia na direção, com a comédia dramática The Party’s Just Beginning (2018), que teve boa recepção. Karen tem o sonho d trabalhar com o genial diretor Michael Haneke, que dirigiu maravilhas como The White Ribbon (2009) e a obra-prima Amour (2012).

Entre seus próximos projetos, além das continuações de Jumanji e Avengers, estão o drama All Creatures Here Below (2018) e a comédia Alex & The List (2018). Com certeza veremos muito de Gillian, na frente e atras das câmeras.

3- Kiki Sukezane

108e5458e59d02b8a9bf7a30345a19a8

Kiki é uma japonesa de Kyoto que estreou na tv americana com a série Heroes Reborn (2016), que foi um fracasso, sendo cancelada. A série era realmente bem fraca, porém a atriz foi uma ótima revelação. Descendente de uma família de Samurais, Kiki possui treinamento em artes marciais, o que a ajudou a ganhar o papel em Heroes.

Kiki-Sukezane-Feet-1925078

Com o cancelamento, voltou a fazer projetos no Japão, porém está de volta ao ocidente, estando em duas séries do momento, Lost in Space (2018– ), elogiada série da Netflix que vem fazendo barulho e o hit da HBO Westworld (2016- ). Já passou da hora de atores asiáticos terem mais oportunidades em grandes projetos. Kiki veio para ficar.

4- Aja Naomi King

Aja+Naomi+King+Long+Hairstyles+Long+Straight+gztzJyXsYD_l

 

Aos 33 anos, Aja é uma das mais belas atrizes da tv. A californiana fez vários curtas antes de estrear na tv em séries como Blue Bloods (2010- )Person of Interest (2011–2016). Porém teve maior destaque na série Emily Owens M.D. (2012–2013), que foi cancelada após uma temporada. Em seguida esteve no independente drama Four (2012), pelo qual ganhou um prêmio no Festival de Filmes de Los Angeles.

aja-naomi-king-vanities-ss03-640x854

Atualmente faz parte da série How to Get Away with Murder (2014– ), em um papel de grande destaque. A série é boa, porém carece de personagens carismáticos. Felizmente esse não é o caso de sua personagem, uma jovem ambiciosa e determinada. Aja quase garantiu seu passaporte para Hollywood com um ótimo papel no ok drama The Birth of a Nation (2016). O filme era um grande favorito à prêmios, porém uma polemica em torno do ator e diretor do filme, Nate Parker, veio a tona e o longa foi totalmente desconsiderado. Infelizmente Aja incluída.  Talentosa, não faltará oportunidades para a atriz, que, como principais projetos, inclui The Upside (2017), remake do sucesso francês Intouchables (2011) e o drama A Girl from Mogadishu (2018).

5- Pom Klementieff

PomKlementieff

Mais uma canadense na lista, Pom Klementieff é de Quebec City. Dona de uma beleza singular, Pom é de descendência francesa, russa e coreana. Apesar de ter um passado repleto de tragédias (seu pai morreu quando ela tinha 5 anos e seu irmão cometeu suicídio quando a atriz completava 25 anos), Pom mantém uma atitude positiva, com muito senso de humor, Taekwondo, corrida e yoga.

c4ea025c5c17a03bd190cb55f0f790f0

A atriz morou na França, onde estreou como atriz, tendo participado em diversos filmes e séries. Sua  estreia no cinema americano foi com o remake Old Boy (2013), com Josh Brolin. O filme, que não deveria ter existido em primeiro lugar, foi um fracasso de critica e publico. Depois teve participação na boa quase ótima comedia Ingrid Goes West (2017) e no drama Newness (2017), com Nicholas Hoult. Porém seu papel de destaque foi no sucesso Guardians of the Galaxy Vol. 2 (2017), onde rouba a cena como Mantis. A atriz reprisou seu papel em Avengers: Infinity War (2018), que vem quebrando todos os recordes e voltará para a sequencia Guardians of the Galaxy Vol. 3, com previsão para 2020. A bela é sem dúvida uma das mais interessantes atrizes do momento.

 

Review Filme: The Strange Ones (2017)

MV5BYzhhMjFiZWUtMjMwZS00NjRlLTg0ODktZWEzMTllNDljNjhjXkEyXkFqcGdeQXVyMzExMTY0MjU@._V1_
Christopher Radcliff, James Freeason-Jackson, Alex Pettyfer e Lauren Wolkstein

Sinopse: Eventos misteriosos cercam dois jovens que viajam com destino à uma cabana em uma remota floresta. Na superfície tudo parece normal, porém o que parecia ser uma simples viagem de férias, dá lugar a uma obscura e complexa teia de segredos.

Dirigido pela dupla de diretores Christopher Radcliffe e Lauren Wolkstein, trata-se de uma adaptação de um curta dos mesmos diretores. O drama começa bem, mantendo um clima de mistério e suspense, com cenas e atitudes que sugerem que há algo de estranho no relacionamento entre os dois. Porém o longa vai perdendo a força, e a partir do momento em que o mistério vai se revelando, acabamos perdendo o interesse e a conclusão frustrante não ajuda. Alex Pettyfer, que despontou como uma promessa em Hollywood e acabou se prejudicando por ganhar a fama de difícil, mostra, com esse filme, um interessante recomeço em sua carreira.

Veredito: Mesmo apresentando um filme de resultado irregular e mau resolvido, os diretores mostram competência com um suspense com estilo e bem atuado.

Avaliação: 6

Review Filme: I Feel Pretty (2018)

I-Feel-Pretty-movie-picture-1

Sinopse: O filme conta a história de Renee, uma jovem totalmente insegura com sua aparência que, após sofrer uma queda na academia, desperta acreditando ser a mulher mais bela do mundo. Com a auto estima nas alturas, Renne começa a viver sua vida sem medo, porém tudo pode mudar quando descobrir ser a única à se ver fisicamente diferente.

Após o sucesso da ótima comédia Trainwreck (2015), a carreira Amy Schumer decolou e não demorou para a talentosa comediante estrelar novos filmes. Porém, seu próximo filme, a bobagem Snatched (2017) acabou sendo um fracasso, que nem o retorno de Goldie Hawn ao cinema conseguiu salvar. Porém havia esperanças para I Feel Pretty, que parecia ser um filme com a mensagem certa para os tempos atuais. Mas não é o caso, sendo um filme previsível, sem graça e repleto de personagens unidimensionais, ou seja, um completo desperdício de talentos. Amy até que tenta e Michelle Williams, como sua chefe, rouba todas as cenas. Não o suficiente para um material tão fraco.

Veredito: Nem o talento de Amy Schumer e uma beleza de Michelle Williams conseguem salvar a comédia que, apesar da bem intencionada, sofre com um roteiro equivocado e previsível.

Avaliação: 5

 

 

Review Filme: Thelma (2017)

 

thelma_crop

Sinopse: Uma garota religiosa começa a viver em negação quando percebe estar atraída por uma colega de faculdade, que está apaixonada por ela. Isso faz com que comece a ter convulsões, descobrindo possuir poderes psicocinéticos com resultados devastadores.

Thelma tem sido comparado com o clássico Carrie (1976), que também lidava com uma jovem religiosa com poderes sobrenaturais no despertar de sua sexualidade. A comparação é logicamente um ótimo elogio, mesmo que o longa não atinja o brilhantismo do mestre Brian De Palma. Ainda assim, trata-se de um filme muito interessante, com o diretor Joachim Trier, do elogiado Oslo, 31. august (2011), conduzindo com grande talento o despertar sexual de sua personagem e a culpa que sente por ter esses desejos, tudo com a mesma intensidade e repleto de simbolismos. O toque sobrenatural, até sua primeira metade, parece lidar mais como uma metáfora, uma energia liberada em consequência da auto – repressão. A partir daí o filme foca na origem desses poderes, mudando o tom do longa para um gênero completamente diferente. Infelizmente essa segunda parte, quase um filme de origem de um super herói, é menos interessante.

Veredito:  Mesmo que perca a força em sua segunda metade, trata-se de um estranho, estiloso e decididamente belo filme sobre identidade.

Avaliação: 7

New Generation: Boys

Segue primeira parte dos atores que prometem dominar Hollywood:

1- Tye Sheridan

WM201804COVRSHERIDAN

Texano de 21 anos, Tye teve sua estréia no cinema já em grande estilo, com The Tree of Life (2011), filme considerado por muitos (eu não incluso) uma obra prima do mestre Terrence Malick . 2 anos depois fez o ótimo Joe (2013), ao lado de Nicolas Cage, em que mostrou grande sensibilidade como um jovem que sofre abusos de seu pai.

tye-sheridan-975

De seus filmes seguintes, se destacam o ótimo The Stanford Prison Experiment (2015), a bobagem Scouts Guide to the Zombie Apocalypse (2015) e sua estréia como Cyclops, no frustrante X-Men: Apocalypse (2016). Tye é um dos jovens atores mais talentosos de sua geração e após várias marcantes performances em filmes indies, o ator tem, ultimamente, optado por atuar mais em superproduções. Além de reprisar seu papel em X-Men: Dark Phoenix, que estreia em 2019, pode ser visto no último filme de Spielberg, o divertido porém não muito mais que isso, Ready Player One (2018). Logicamente que isso é ótimo para sua conta bancária, porém não a melhor oportunidade de mostrar seu talento em personagens pouco desenvolvidos e menores que os filmes em si. Mas, de acordo com seus próximos projetos, Tye vai poder novamente mostrar a que veio. Estará no drama de guerra The Yellow Birds (2017), ao lado de Jennifer Aniston, no drama All Summers End (2017), alem de Friday’s Child (2018), filme de ação ao lado de Imogen Poots. Não é a toa que é capa da nova edição da revista W magazine (foto no topo).

2- Harris Dickinson

73731d2fc5dc3eac3e0e562778367f3f

Harris, também de 21 anos, fez seu filme de estréia ano passado com o ótimo Beach Rats e já garantiu seu ingresso em Hollywood. No filme, o ator interpreta um jovem do Brooklin que, secretamente, navega em sites à procura de sexo com homens mais velhos. O britânico está excelente no filme, com uma performance interna e extremamente sensível.

1017.flip.who.lo_1000

O jovem pode ser visto na série da FX Trust (2018-). Tanto a série quanto sua performance tem sido bastante elogiada. Tem ainda como próximos projetos, o drama Postcards from London (2018), o terror The Medium, ainda sem data de estreia e o Sci-Fi The Darkest Minds (2018), baseado na trilogia literária de Alexandra Bracken. Quem sabe teremos o novo The Hunger Games…O sucesso do filme ainda é incerto, porém não a carreira desse belo e talentosíssimo ator, que está rumo ao estrelato.

Curiosidade: Harris nasceu em Leytonstone, lugar onde também nasceu ninguém menos que o mestre Hitchcock.

3- Daniel Kaluuya

Daniel-Kaluuya

Daniel, apesar de ter somente 29 anos, já possui uma carreira extensa, tendo feito muita TV na Inglaterra, país onde nasceu. Entre elas, Skins (2007–2013)Psychoville (2009-2011)The Fades (2011) e Black Mirror (2011– ). Porém, foi com sua performance no sucesso Get Out (2017), que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de melhor ator, e no mega sucesso Black Panther (2018), que o colocou sob os holofotes.

img-daniel-kaluuya_132236993946

Kaluuya acabou não levando a estatueta, porém baseado em sua ótima atuação para esse filme, sem dúvidas terá muitas chances futuramente. Um de seus próximos projetos é Widows (2018), novo filme de Steve McQueen, diretor dos excelentes Shame (2011)12 Years a Slave (2013). O elenco fantástico conta ainda com Liam Neeson, Viola Davis, Carrie Coon e Colin Farrell.

4- Hayden Szeto

Hayden-Szeto1892

Hayden é canadense de Vancouver e chamou a atenção ao atuar no filme The Edge of Seventeen (2016), deliciosa comédia em que dividia cena com Hailee Steinfeld (excelente) e Woody Harrelson. O ator esbanja carisma no filme, tendo sido o primeiro ator do elenco a ser contratado. Antes de atuar, Hayden esteve em diversos comerciais de marcas populares como Adidas e Coca Cola.

haydenszeto_kathyboos_003_cropped

Filho de pais chineses, o ator é de uma família de artistas, sendo seu pai e avô, famosos pintores na China. Hayden, cujo nome chinês significa “Sunrise”, pode ser visto nos cinemas no terror Truth or Dare (2018), que foi odiado pelos críticos.

Entre seus próximos projetos, tem a série Lodge 49 (2018-) ao lado de Wyatt Russell e a versão para TV do filme What We Do in the Shadows, comédia que acompanha alguns vampiros vivendo na Nova Zelândia. Infelizmente ainda há poucos atores de origem asiática em grandes produções da TV e filmes. Porém temos esperança que isso irá mudar e Hayden é, sem dúvida, um dos primeiros de muitos talentos por vir.

5- Louis Hofmann

2b90a8485f1a0ca075586c4a1eeb730e

Aos 20 anos, Louis é um dos jovens atores alemães de maior sucesso internacional. O ator trabalhou na TV alemã quando estrelou o drama Sanctuary (título original Freistatt (2015)), filme que lhe rendeu prêmios na Alemanha. Em seguida fez o excelente Land of Mine (2015), que foi nomeado ao Oscar de filme estrangeiro, representando a Dinamarca. O ator está ótimo no papel de um jovem soldado obrigado a desarmar minas colocadas em uma praia na Dinamarca, que foram colocadas pelos alemães na Segunda Guerra Mundial.

kinopoisk.ru

Em 2016, Louis atuou no ótimo filme de temática gay Center of My World (2016), que já indiquei no blog. Porém o sucesso internacional veio mesmo com a série da Netflix Dark (2017– ), que virou mania em muitos países e logicamente já foi renovada para uma segunda temporada. Com o sucesso da série, o ator já começou a receber mais trabalhos internacionais, tendo tido uma pequena participação em Red Sparrow (2018) ao lado de Jennifer Lawrence e estará em The White Crow (2018), drama biográfico dirigido por Ralph Fiennes. Talentoso e versátil, não deve demorar para Louis estar fazendo as malas para Hollywood.

 

 

 

Yay or Nay: Filmes e séries

1- A Quiet Place (2018)

quiet-place

Contando a história de uma família que vive isolada em completo silêncio, tentando sobreviver em um mundo dominado por criaturas que atacam quando atraídas pelo som, A Quiet Place já é um dos maiores sucessos do ano. Custando “apenas” $17 milhões e faturando quase 3 vezes mais no fim de semana de estréia, 2018 já indica que será um excelente ano para filmes de horror. E, no caso desse longa, não apenas financeiramente, já que trata-se de um filme original, emocionante e absolutamente tenso. É um acerto também para o diretor e ator John Krasinski, que acerta ao preferir criar momentos de suspense e tensão crescentes (uma cena na banheira é particularmente eficiente) à sustos fáceis. Isso somado ao ótimo elenco, que torna a experiência ainda mais profunda. Ficamos o tempo todo com o coração na mão torcendo para que a família tenha um final feliz. Ainda sim não é um filme perfeito. Por vezes acaba caindo nas armadilhas desse tipo de gênero, como ações que trarão consequências previsíveis ou um certo exagero em sua parte final. Detalhes que impedem o filme de ser algo maior, mas é ainda sim um admirável trabalho de Krasinski. Avaliação: 8

Veredito: YAY – Uma ótima surpresa, é um filme aterrorizante, corajoso e com coração. Não vejo a hora de ver o próximo projeto de Krasinski.

2- The Pass (2016)

pass-slide

The Pass conta a história de dois jogadores de futebol que, certa noite antes de um importante jogo, acabam se beijando. A partir daí, o filme mostra como essa noite afetou a vida de ambos nos próximos dez anos, tocando em assuntos como fama, segredos e imagem. Adaptação de uma peça, o filme ainda é bastante teatral, o que pode incomodar, porém possui uma alta carga emocional, que é ampliado pelo excelente trabalho de Russell Tovey, que nunca esteve tão vulnerável. O filme tem como principal objetivo mostrar como esses personagens são afetados pelo mundo exterior, principalmente quando tentam o sucesso em uma profissão onde a homossexualidade é ainda um grande tabu.

Veredito: YAY – Simples e intenso, mesmo que por vezes teatral, The Pass é um ótimo drama com um excelente Russell Tovey. Avaliação: 7

3- Waco TV Minissérie (2018)

waco

A minissérie mostra a tentativa do FBI em negociar a rendição do líder religioso David Koresh no composto em Waco, Texas em 1993. Baseada em fato real e contada por diferentes perspectivas, incluindo sobreviventes que faziam parte do grupo religioso, a série polemiza ao abordar positivamente a figura de Koresh. Apesar de sólida e muito bem atuada, a série falha em um ponto fundamental da história, que é mostrar o motivo pelo qual o líder possuía tantos fieis devotos, ao ponto de colocarem suas vidas em alto risco. Logicamente que há varias cenas em que os personagens afirmam acreditarem que Koresh é o próximo Messias, porém pouco é mostrado para justificar tamanha devoção. O que afeta até a boa atuação de Taylor Kitsch.

Veredito: YAY – Mesmo falhando em pontos cruciais, Waco ainda assim é uma sólida e intrigante minissérie. Avaliação: 6

4- My Cousin Rachel (2017)

1*fbKwhM9VLkhqYTWpQi_EMw

My Cousin Rachel conta a historia de um jovem que planeja se vingar da misteriosa esposa de seu falecido primo, que acredita ser a responsável por sua morte. Sua missão se complica quando se percebe apaixonado pela bela viúva. A história é intrigante e apresenta um mistério sombrio e tenso, ajudados por uma excelente Rachel Weisz. Porém perde força em sua metade, chegando a ficar arrastado para um filme que mantinha ótimo ritmo até então. O filme também é prejudicado pela falta de química entre Weisz e Sam Claflin. Apesar de não recuperar sua força inicial, o filme entrega um satisfatório final.

Veredito: YAY – Apesar de despencar a partir de sua metade adiante, My Cousin Rachel ainda proporciona bons momentos e uma beleza de Rachel Weisz que justificam a sessão. Avaliação: 6

New Generation: Girls

Começando com esse post, irei listar os atores e atrizes que estão dominando no mundo do cinema e tv. A lista não é apenas de novatos e americanos, mas de atores de todas as partes do mundo que estão construindo uma promissora carreira internacional. Ladies first:

1- Sophie Turner

gaeq8erq8l6z

Aos 22 anos, a jovem inglesa fez sua estréia como atriz na série fenômeno da HBO Game of Thrones (2011- ), como Sansa Stark, que afirma ter feito o teste, inclusive pintando seus naturais cabelos loiros de vermelho, por influencia de sua professora de teatro. A partir de então sua carreira decolou e hoje é uma das maiores promessas de Hollywood.

 

Sophie-Turner--Glamour-Mexico-2015--12

Além da série, que terá sua última temporada no próximo ano, Turner também estreou em alguns filmes, como o pouco visto Barely Lethal (2015) e fez sua estréia como a jovem Jean Grey na bobagem X-Men: Apocalipse (2016). Seu próximo grande trabalho será novamente como Jean Grey, dessa vez como a titular, em X-Men: Dark Phoenix, que recente foi adiado para 2019. Apesar de tê-la considerado fraca em sua estréia em Thrones, a atriz amadureceu e vem se mostrando bastante talentosa.

Curiosidades: Turner tem excelente gosto, citando como seu filme favorito o excelente One Flew Over the Cuckoo’s Nest (1975)  e suas favoritas séries, Hannibal (2013–2015) e Breaking Bad (2008–2013). A atriz está noiva de Joe Jonas desde Outubro de 2017.

2- Letitia Wright

Calvin+Klein+Collection+Arrivals+February+bG9G28rxGcXl

Ela conseguiu roubar a cena em um filme repleto de atores “sensações”como Lupita Nyong’o e Chadwick Boseman. Apesar de te participado em diversas séries britânicas, como Doctor Who (2005- )Humans (2015- )Black Mirror (2011- ), foi com o fenômeno Black Panther (2018) que Wright chamou a atenção.

Letitia Wright portrait

Talentosa e super carismática, a atriz de 24 anos pode ser vista em Ready Player One (2018), de Spielberg e Avengers: Infinity War (2018). Sem dúvida isso é só o começo de uma futura carreira brilhante. Letitia é, sem dúvida, uma das maiores revelações do ano.

3- Anya Taylor-Joy

anya-taylor-joy-wide-wallpaper-61626-63453-hd-wallpapers-e1517501442140

Anya, ou melhor Anya Josephine Marie Taylor-Joy, é uma das mais interessantes atrizes dessa nova geração e uma de minhas favoritas. Apesar de ter nascido em Miami, Anya viveu até os 6 anos na Argentina, quando mudou para Londres. Até então, só falava espanhol.

58903f7e23abfcf2485e0b215795e56cA atriz chamou atenção logo em sua estréia, em uma formidável performance no absolutamente assustador The Witch (2016). Em seguida estrelou o frustrante Morgan (2016) e o sucesso Split (2016), de M. Night Shyamalan.

Um de seus mais recentes filmes é o super elogiado Thoroughbreds (2017), que ainda não tive a oportunidade de ver. Seus próximos projetos são a continuação de Split, Glass (2019)The New Mutants (2019), que antes previsto para esse ano, foi adiado para 2019. Dona de uma beleza exótica e talentosíssima, a jovem tem tudo para se tornar uma super estrela. Marquem minhas palavras…

4- Julia Garner

Julia-Garner-Height-Age-Weight-Measurement-Biography-Net-Worth-

Nascida e criada em Nova York, Julia, apesar de ter somente 24 anos, já possui um extenso currículo como atriz. Entre os projetos que participou estão The Perks of Being a Wallflower (2012)Sin City: A Dame to Kill For (2014) e a série The Americans (2013-). Atualmente faz parte do elenco de Ozark (2017-), série da Netflix que já foi renovada para uma segunda temporada.

61a17ce381395827b309484187494d4e

A jovem tem como ídolo a lendária atriz Bette Davis, sendo What Ever Happened to Baby Jane? (1962) seu filme favorito da diva. Julia é talentosa e vem fazendo um belo trabalho em Ozark. Também participou da mini-série Waco (2018) e tem como próximo projeto outra série da Netflix, a comédia Maniac (2018-), que será estrelada por Emma Stone e Jonah Hill.

5- Sasha Lane

Screen-Shot-2016-07-21-at-4.11.52-PM-628x348

Sasha fez sua estréia no longa da diretora Andrea Arnold, o excelente American Honey (2016). Mostrando talento nato, logicamente que a jovem do Texas iria receber várias propostas de trabalho. A atriz foi descoberta pela diretora, que estava à procura de sua protagonista e não teve dúvidas quando a conheceu.

sasha-lane-2-1200x800

Seu mais recente filme, o elogiadíssimo The Miseducation of Cameron Post (2018), teve estréia no festival de Sundance desse ano. O filme trata do assunto terapia de conversão para gays, e a atriz aproveitou a oportunidade para se assumir como bissexual. Entre seus próximos projetos estão o drama Hearts Beat Loud (2018) ao lado de Nick Offerman e a comédia dramática Shotgun (2018), com os jovens Maika Monroe e Jeremy Allen White. Além, é claro, da superprodução Hellboy (2019). E nasce uma estrela…