Yay or Nay: Filmes

1- Crazy Rich Asians

38437795_296692067574884_1931258750753046528_n

Comédia romantica baseada no bestseller de mesmo nome, conta a história da novaiorquina Rachel Chu (Constance Wu, da série Fresh Off the Boat)  que vai para Singapura conhecer a família de seu namorado Nick Young (Henry Golding, em sua estréia como ator) e acaba descobrindo que seu amado pertence à uma das famílias mais ricas da Ásia. Mesmo com esse fiapo de história, o filme até consegue, de maneira satisfatória, mostrar a forma como o dinheiro pode afetar o relacionamento de um casal. Porém é muito mais bem sucedido no desenvolvimento do relacionamento entre a jovem e sua futura sogra, que com ótimas atuações de Wu e Michelle Yeoh, apresenta uma das melhores dinâmicas entre personagens vistos recentemente no cinema. Completam o elenco Gemma Chan (da série Humans) e Awkwafina (Ocean’s Eight), que mesmo tendo alguns momentos, achei um pouco forçada. Avaliação: 7

Veredito: YAY – Apesar da história simples, é uma comédia inspirada, bem atuada, divertida e, não menos importante, uma vitória para a diversidade no cinema.

2- First Reformed (2017)

v1.bjsxOTQxMDIzO2o7MTc4NDI7MTIwMDsxNDQwOzEwODA

O filme conta a história de Ernst Toller (Ethan Hawke, excelente) , um padre de uma igreja pequena no estado de Nova York, que, ainda atormentado pelo seu passado trágico, tem sua fé testada após uma jovem gravida (Amanda Seyfried) pedir que ele aconselhe seu marido, um ecologista radical, que está passando por uma crise emocional. Tratando de temas como religião, fé e política, o diretor faz um retrato fascinante e desconfortável de um homem à beira de um colapso espiritual. Dirigido por Paul Schrader, roteirista de Taxi Driver (1976) e diretor de American Gigolô (1980), trata-se de uma volta à forma do diretor após ter feito o infame The Canyons (2013), com Lindsay Lohan. Avaliação: 9

Veredito: YAY – Poderoso, sensível e por vezes chocante, além de Hawke em grande desempenho, trata-se de um filme extraordinário, sem dúvida um dos melhores que vi esse ano. Obrigatório.

3- The Nun (2018)

the_nun_1

Um padre e uma jovem prestes a fazer os votos são enviados pelo Vaticano para investigar a morte de uma jovem freira na Romênia e acabam confrontando uma força malígna na forma de uma freira demoníaca. Após ser apresentada no ótimo The Conjuring 2 (2016), obviamente que a vilã ganharia um filme solo e foi o que aconteceu. E, apesar de sua figura ser realmente assustadora, o que foi bem aproveitado no filme de 2016, tudo indicava que mais um filme sobre a origem do vilão (vide a bobagem Annabelle (2014)) não seria uma boa ideia. Com um roteiro fraquíssimo, o filme é um aglomerado de clichês repleto de decisões e cenas duvidosas. A talentosa Taissa Formiga sai ilesa. Avaliação: 2

Veredito: NAY – Uma bobagem que nem precisava dos (excessivos) alívios cômicos, quando as cenas que deveriam dar medo acabam causando incontáveis risos involuntários. Fuja!

4- The Death of Stalin (2018) 

90

O filme segue os últimos dias do ditador Stalin e o caos que se instala após sua morte em 1953, numa disputa pela sucessão do poder na antiga União Soviética. Dirigido e co-roteirizado pelo criador de uma das melhores séries no ar, Veep (2012- )The Death of Stalin é uma sátira política hilária e assustadoramente atual sobre poder, ou melhor, abuso do poder. Apesar de ser uma obra de ficção, o filme faz referencia a vários fatos históricos da época. Com um elenco impecável, The Death of Stalin pode não ser perfeito mas chega bem perto. Avaliação: 8

Veredito: YAY – Inteligente, afiadíssimo e hilário, um dos melhores e mais engraçados filmes que já vi. Imperdível

New Generation: Girls

Segue terceira parte:

1- Zazie Beetz

ZazieBeetz01.nocrop.w1600.h2147483647

Zazie Olivia Beetz nasceu em Berlin, Alemanha, filha de pai alemão e mãe afro-americana. Fluente em alemão, inglês e francês , a bela atriz foi criada em Nova York, onde mostrou interesse em atuar desde pequena. Após atuar em alguns curtas, Zazie estrelou a série antologica da Netflix Easy (2016 – ) e também a elogiadíssima série Atlanta (2016- ), pela qual foi indicada esse ano ao Emmy de melhor atriz coadjuvante em comédia.

img-zazie-beets_124913208513-904x1000

Além de tv, a atriz também está construindo uma carreira em ascensão no cinema. Em 2017 esteve em Sollers Point, elogiado drama em que atua ao lado de McCaul Lombardi,  que já falei sobre no blog e na bobagem Geostorm, com Gerard Butler. Porem foi em 2018, em Deadpool 2, que Zazie chamou a atenção, roubando a cena como Domino, personagem que irá reprisar em X-Force, ainda sem data de estréia. Como principais futuros projetos, alem de Atlanta, a atriz estará na comédia de horror Slice (2018)High Flying Bird (2019), novo drama de Steven Soderbergh, Pale Blue Dot, Sci-Fi ao lado de Natalie Portman e Joker (2019), filme aguardado sobre o famoso vilão que será interpretado por Joaquin Phoenix.

2- Lana Condor
lana_condor_1215

Nascida no Vietnã, Lana foi adotada por um casal de americanos e viveu em Chicago, Nova York até mudarem para Los Angeles, onde a jovem fez audição e conseguiu o papel de Jubileu, em X-Men: Apocalipse (2016). Antes disso, Lana se dedicou ao balé, tendo dançado em diversas academias de dança de prestigio.

74f89dfea5f750a02b35d982a7899ec8

Após o filme dos mutantes e uma participação no elogiado drama Patriots Day (2016), a jovem atriz acabou de estrear na elogiada comédia romântica da Netflix, To All the Boys I’ve Loved Before (2018), que vem fazendo bastante barulho. Com a ascensão de atores asiáticos na tv e cinema, mais uma vitória para a diversidade, Lana certamente terá uma carreira de grande sucesso. Entre seus próximos projetos estão Alita: Battle Angel (2018), a comédia dramática Summer Night (2018) e provavelmente, não uma, mas duas sequências de To All the Boys I’ve Loved Before.

3- Lily James

tumblr_p37k15C1gq1qg8dzlo2_540

Lily Chloe Ninette Thomson, ou melhor, Lily James, é britânica de Esher, Surrey. Filha de pais atores, sua avó era uma atriz americana. Lily mudou seu nome quando soube que já havia uma atriz chamada Lily Thomson e acabou usando o sobrenome James em homenagem ao seu pai, já falecido.

maxresdefault

Teve sua estreia na serie Just William (2010), porém foi a aclamada série Downton Abbey (2010–2015), que colocou seu nome no mapa. Lily ficou na série de 2012 a 2015. Ainda na tv, fez a elogiada minissérie War & Peace (2016). No cinema, a atriz estreou no fraquíssimo Wrath of the Titans (2012), ao lado de Sam Worthington e brilhou em Cinderella (2015), grande sucesso da Disney. Em 2016 fez os medíocres Pride and Prejudice and ZombiesThe Exception, o último onde fez cenas bastantes sensuais ao lado do australiano Jai Courtney. Porém teve melhor sorte com seus projetos seguintes, o nomeado aos Oscar de melhor filme Darkest Hour (2017), o excelente Baby Driver (2017)Mamma Mia! Here We Go Again (2018), sequencia do sucesso de 2008, que vem fazendo ótima bilheteria. Como próximo projeto está o filme ainda sem título do diretor Danny Boyle, talvez o filme que a consagre de vez  como estrela de Hollywood.

4- Indya Moore

MV5BZGQ3ZDczYzQtNTFkMy00NjhhLWJjZTgtMjRhNDk4ODc5MTBkXkEyXkFqcGdeQXVyODM4NzY1MDg@._V1_

Indya é uma jovem transexual que antes de se tornar atriz, trabalhou como modelo por vários anos para grande marcas como Gucci, GQ Magazine, New York Fashion Week e Christian Dior. Nascida e criada no Bronx, a jovem é também ativista social, além de criadora da produtora Beetlefruit Media, Inc.

image

Indya teve sua estréia como atriz com o drama musical Saturday Church (2017), porém foi com sua estréia na excelente série Pose (2018– ), criada por Ryan Murphy para o canal FX, que vem conquistando fama. Na série, ela interpreta a personagem Angel e faz par romântico com o ator Evan Peters. Sem dúvida, isso é só o começo de uma carreira de sucesso, e também uma vitória para a comunidade Trans.

5- Vanessa Kirby

Vanessa-Kirby

Vanessa é uma das atrizes mais interessantes da nova geração. Não somente por ser bela e talentosa, mas a jovem possui uma presença muito forte na tela. Nascida em 1988, a britânica é mais conhecida por seu trabalho no teatro, tendo ganhado prêmios por várias produções, incluindo a peça Um Bonde Chamado Desejo, ao lado de Ben Foster. Em 2016 foi eleita pela Variety como a melhor atriz de teatro de sua geração.

5ccb75c16144d80685fc895c062c657a

Porém não é só no teatro que Vanessa tem mostrado seus talentos dramáticos. A atriz tem em seu curriculo a série da BBC Great Expectativas (2011- ) e participou dos filmes About Time (2013), comédia romântica bem bonitinha estrelada por Rachel McAdams e Me Before You (2016) comédia menos bonitinha estrelada por Emilia Clarke. Porém o sucesso veio mesmo com seus dois últimos projetos, a participação no filmaço Mission:
Impossible – Fallout (2018), com Tom Cruise e sua interpretação da princesa Margaret na aclamada série da NetflixThe Crown (2016 – ), pela qual ganhou o BAFTA de melhor atriz coadjuvante nesse ano. E nasce uma estrela.