Melhores Filmes 2018: Parte 2

16- You Were Never Really Here


Um veterano traumatizado, que não tem medo de violência, ganha a vida procurando garotas desaparecidas, até que um de seus trabalhos sai fora de controle, alterando sua vida definitivamente. Impressionante drama da diretora Lynne Ramsay, que, seis anos antes tinha feito o também excelente We Need to Talk About Kevin (2011). Adaptação de um romance de Jonathan Ames, é um dos filmes mais estilosos, brutais e interessantes do ano, com uma ótima performance de Joaquin Phoenix. Avaliação: 8

17- Eighth Grade

Elsie Fisher

Uma adolescente introvertida tenta sobreviver à última semana do desastroso ano da oitava séria antes de ir para o ensino médio. Excelente estreia na direção do também ator, o jovem Bo Burnham, Eighth Grade é um dos longas mais elogiados do ano e com razão, sendo um dos retratos mais sinceros e realistas da geração millennial. Mostra também uma das melhores atuações do ano, abrindo as portas para uma carreira brilhante para a jovem Elsie Fisher. Avaliação: 8

18- The Rider

O longa mostra um jovem boiadeiro em ascensão que, após sofrer um acidente sério, é impedido de participar de futuras competições. Baseado em historia real do próprio protagonista do filme, Brady Jandreau, que atua ao lado de seus amigos e familiares de verdade, o que acaba dando ao filme um tom mais realista e emocionante de um jovem obrigado a buscar uma nova identidade. Belíssimo trabalho da diretora Chloé Zhao. Avaliação: 8

19-  Suspiria

Algo sombrio paira sobre uma renomada companhia de dança, envolvendo a diretora artística (Tilda Swinton), uma bailarina ambiciosa (Dakota Johnson) e um psicoterapeuta de luto (Lutz Ebersdorf?). Refilmagem do terror de 1977 do italiano Dario Argento, trata-se de uma nova leitura do diretor, também italiano, Luca Guadagnino, que antes fez a obra-prima Call Me by Your Name (2017). O filme dividiu a critica e apesar de não ser completamente bem sucedido (muitas ideias porém nem todas bem desenvolvidas), o aclamado diretor faz uma obra caprichadíssima, incômoda e muito bem atuada. Avaliação: 8

20- Custody

Um casamento desfeito leva à uma amarga batalha de custódia com um garoto em apuros no centro. Excelente drama francês, sendo também estreia na direção de Xavier Legrand. Intrigante, o filme começa intencionalmente sem tomar partido, rumo à um crescente de tensão e suspense. Não é um filme fácil de digerir, é brutal e triste, mas sem duvida notável. Avaliação: 8

21- Tully

O filme conta a história de Marlo (Charlize Theron), mãe de 3 crianças, entre elas um recém nascido, que ganha de presente de seu irmão uma babá noturna. No começo hesitante, Marlo acaba criando um vínculo forte com a surpreendente babá Tully (Mackenzie Davis). Terceiro projeto do diretor Jason Reitman e da roteirista Diablo Cody, Tully mostra com extrema competência e humor, temas como maternidade e depressão pós parto. Somado à duas formidáveis atuações de suas atrizes, é sem duvida um vencedor. Avaliação: 8

22- The Cakemaker

Sensível drama sobre confeiteiro alemão que viaja para Jerusalem em busca da esposa e filho de seu amante falecido. Representante de Israel para o Oscar 2019 de melhor filme estrangeiro, o longa trata de forma delicada o amor e a dor do luto, sem jamais cair no dramalhão. Avaliação: 8

23- Mission impossible – Fallout

No sexto filme da famosa franquia, Ethan Hunt e seu time, ao lado de alguns aliados familiares, correm contra o tempo após uma importante missão dar errado. Com essa beleza de filme, a franquia não mostra sinais de estar perdendo gás, pelo contrario, o longa, dirigido por Christopher McQuarrie é inteligente, divertido e, claro, traz umas das melhores cenas de ação do ano. E não acaba por aí, duas sequências já foram anunciadas para os próximos anos. Avaliação: 8

24- The Tale

Uma documentarista investiga suas próprias memórias do abuso sexual que sofreu quando tinha 13 anos. Baseado na vida da própria diretora Jennifer Fox, sendo esse seu longa de estreia. Antes havia dirigido somente documentários. The Tale é um filme difícil e angustiante, mas absolutamente importante e muito bem realizado. Laura Dern, elogiadíssima no papel, em minha opinião, acaba entregando uma performance sólida porém imperfeita. Avaliação: 8

25- Black Panther

Após os eventos de Captain America: Civil War (2016), T’Challa (Chadwick Boseman) volta para casa para tomar seu lugar como rei de Wakanda. Porém, quando um antigo inimigo reaparece no radar, T’Challa é atraído à um conflito que coloca o destino de Wakanda e do mundo em risco. O longa de Ryan Cooler é, sem dúvida, um dos melhores filmes da Marvel, de grande importância histórica, e também divertidíssimo. Que venha a parte 2! Avaliação: 8

26- A Quiet Place

Uma família vive isolada em completo silêncio tentando sobreviver em um mundo dominado por criaturas que atacam quando atraídas pelo som. Segundo longa do ator John Krasinski, o filme foi um sucesso de publico e critica, sendo uma das melhores surpresas do ano passado. Aterrorizante, corajoso e arrebatador, com uma excelente Emily Blunt. Avaliação: 8

27- Paddington 2

Paddington, agora estabelecido com a família Brown, acaba sendo injustamente acusado de roubo e vai para a prisão. Encantadora sequencia do também excelente filme de 2014, Paddington 2 é um filme delicioso, emocionante e engraçado, e de quebra, traz uma ótima atuação de Hugh Grant como o vilão. Um deleite de filme, sendo um dos melhores longas do ano passado. Absolutamente irresistível! Avaliação: 8

28- Blindspotting

Faltando poucos dias para terminar sua liberdade condicional, um homem começa a reavaliar seu relacionamento com seu melhor amigo. Escrito pelos astros do filme, Rafael Casal e Daveed Diggs, Blindspotting é um filme inspirado e sincero, que trata de temas como raça, preconceito, cultura e amizade. O longa tem alguns problemas, o que não diminui sua força, sendo um filme de extrema importância. Avaliação: 8

Outros ótimos filmes do ano passado, que, em minha opinião, não atingiram todo seu potencial, mas que são, indiscutivelmente, importantes e notáveis: o bizarro e criativo Sorry to Bother You, o terror brasileiro Good Manners, o dinamarquês The Guilty, que terá refilmagem americana com Jake Gyllenhaal, o gay drama albanês The Marriage, o delicioso Mary Poppins Returns, o importante BlacKkKlansman, retorno de Spike Lee  à forma, o bizarro romance erótico de François Ozon, Double Lover, o festejado horror Mandy, o redondinho e bem atuado Green Book, de Peter Farrelly, o divertidíssimo horror Revenge, o criativo Searching, o problemático mas divertido Widows, de Steve McQueen, o importante e atual The Miseducation of Cameron Post, o sucesso e bem bonitinho Crazy Rich Asians, a megaprodução Avengers: Infinity War, a sequência do também ótimo The Wave (2015), The Quake e o drama biográfico A Prayer Before Dawn, com Joe Cole.

Publicado por

andfp81

Movie buff and chocolate obsessed! Actually dessert in general! ;)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s