Yay or Nay: Filmes

1- Boy Erased (2018)

O filho de um pastor é forçado a participar de um programa de terapia de conversão sexual suportado pela igreja. Dirigido pelo ator Joel Egerton, trata-se da adaptação do livro Boy Erased: A Memoir (2016), escrito por Garrard Conley. Filme de grande potencial emocional, mas que infelizmente se perde com um roteiro e direção irregulares. Ainda sim tem seus momentos e mostra um excelente trabalho de atuação de Lucas Hedges e da estrela Nicole Kidman

Veredito: YAY –  O filme certamente possui um tema importante e atual e é muitíssimo bem atuado, porém o produto final é irregular, muito aquém do potencial que tinha. Ainda assim merece ser visto. Avaliação: 6

2- Widows (2018)

Situada em Chicago, quatro mulheres sem nada em comum, exceto uma dívida deixada pelas atividades criminosas de seus maridos mortos, decidem finalizar um roubo idealizado pelos maridos. Filme de Steve McQueen (12 Years a Slave (2013)), que também escreveu, ao lado de Gillian Flynn  (Gone Girl (2014)), esse filme de assalto era um dos longas mais esperados do ano passado. E apesar de todas suas qualidades (elenco primoroso formado por Viola Davis, Elizabeth Debicki, Cynthia Erivo e Daniel Kaluuya e uma das cenas mais inspiradas do ano), acaba pecando em detalhes estupidos e dispensáveis (uso de um cachorro para desvendar um reviravolta desnecessária, Colin Farrell e Robert Duvall pouco convincentes, alem de cenas ridículas e um final frouxo).

Veredito: YAY –  Trata-se de um filme cheio de qualidades, é divertido e as atuações são de alto nível, mas também repleto de defeitos bobos, sendo também uma decepção, no que poderia ter sido um dos melhores de 2018. Avaliação: 7

3- Gemini (2017)

O filme conta a história do estranho relacionamento entre uma assistente e sua chefe, uma estrela de cinema, em que a primeira se torna investigadora e suspeita após um violento crime. Escrito e dirigido pelo jovem diretor Aaron Katz (Cold Weather, 2011) e estrelado por Lola Kirk e pela deslumbrante Zoe Kravitz, o filme tem muitos fãs e não é à toa, trata-se de um longa estiloso e interessante, porém inconsistente.

Veredito: YAY –  Não há dúvidas de que o diretor é talentoso e criou um filme que esbanja estilo e clima, alem de ser bem atuado. Porém, após um começo promissor, o filme acaba perdendo a força, finalizando de forma previsível e decepcionante. Mas é ainda um filme sólido e sem duvidas ouviremos muito sobre o diretor. Avaliação: 6,5

4- The Night Eats the World (2018)

Na manhã seguinte à uma festa, um jovem acorda e encontra Paris invadida por zumbis. Filme de estréia do diretor Dominique Rocher, o longa dividiu as criticas. Muitos o consideram lento e pouco assustador, enquanto outros o consideraram ambicioso e melancólico. Estrelado pelo norueguês Anders Danielsen Lie, eu concordo com os admiradores, mesmo não compartilhando o mesmo nível de entusiasmo. O filme acerta ao mostrar os conflitos do personagem, focando em questões existenciais e não na epidemia em si, alem de ter seus momentos, principalmente os envolvendo música. Ainda assim é pouco profundo e poderia ser um pouco mais tenso.

Veredito: YAY –  Longe de ser um 28 Days Later… (2002), o longa, mesmo um tanto pretensioso, é interessante e bem produzido. Mesmo que não vá ficar na memória, vale uma boa sessão. Avaliação: 6

5- Rust Creek (2018)

Uma universitária se perde à caminho de uma entrevista de emprego. Perdida pelas florestas de Kentucky, deverá se defender contra um bando de bandidos impiedosos. Ela é forçada a uma aliança desconfortável com um estranho solitário que tem intenções desconhecidas. Segundo longa da diretora Jen McGowan, que acerta na abordagem mais dramática, no que poderia facilmente ter sido um filme de terror Z, e conta com uma atriz talentosa (Hermione Corfield), mas que exige paciência e tem resultado irregular.

Veredito: YAY – O filme é bem intencionado, tem uma jovem atriz competente e alguns personagens relativamente desenvolvidos. Porém peca pela longa duração, pelos vários clichês, além da falta de suspense. Vale uma sessão descompromissada, mas não mais que isso. Avaliação: 5

6- Bohemian Rhapsody (2018)

Mostra a historia da lendária banda de rock Queen e seu líder Freddie Mercury, finalizando com sua famosa performance no Live Aid (1985). Dirigido pelo infame diretor Bryan Singer, que acabou sendo demitido antes de finalizar a produção, o fraquíssimo filme é, acredite ou não, sucesso absoluto de publico, tendo arrecadado mais de $800 milhões pelo mundo, alem de ter sido indicado à vários Oscars, incluindo ator, para Rami Malek e melhor filme!?.

Veredito: NAY – Ok, o filme tem seus momentos, seja na excelente personificação de Malek ou nos números musicais. Porém como filme biográfico, trata-se de um homofóbico, incorreto e problemático retrato de um dos maiores gênios da música mundial. Mercury merecia muito mais! Avaliação: 4 (pela performance de Malek, pelas musicas, logicamente e pela cena final, que revive a performance do cantor no Live Aid) No mais, evite.

7- Overlord (2018)

Um pequeno grupo de soldados americanos encontra horror atrás das linhas inimigas na véspera do Dia D. Dirigido por Julius Avery, que antes havia feito o fraco Son of a Gun (2014) com Ewan McGregor, Overlord é um filme de terror e de ação, mas que não consegue ser bem sucedido em nenhum dos gêneros. Estrelado por Jovan Adepo, Wyatt Russell e pelo dinamarquês Pilou Asbæk como o vilão.

Veredito: YAY ou NAY – Pouco inspirado e ocasionalmente divertido, o longa utiliza de cenas barulhentas , violentas e de correria para maquiar um filme que, mesmo mostrando um bando de zumbis nazistas, consegue ser inacreditavelmente tedioso. Só pra quem diminuir as expectativas consideravelmente e tiver afim de ver uma sessão descompromissada e esquecível. Avaliação: 4,5

Publicado por

andfp81

Movie buff and chocolate obsessed! Actually dessert in general! ;)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s