New Generation: Boys

1- McCaul Lombardi

mccaul

McCaul Lombardi é americano de Baltimore, Maryland, USA. Antes de se mudar para Los Angeles e tentar a carreira de ator, Lombardi trabalhou com música, administrou uma creche, foi professor substituto e também modelo, inclusive fez uma participação em um clipe de Lana Del Ray. O jovem chegou a morar em seu carro, o que foi o suficiente para decidir voltar para casa. Tudo mudou quando recebeu uma ligação dos produtores de James Franco. Lombardi conseguiu o papel para o filme Age of the Moon (2016), porém foi com outro filme que o ator chamou a atenção.

d4ec02b9d78e4accf3010d9662f56d60

Trata-se do excelente American Honey (2016), filme da diretora Andrea Arnold (“Fish Tank”, “Wasp”), onde atua ao lado de Riley Keough and Shia LaBeouf e claro, outra grande revelação, Sasha Lane. A audição era somente uma entrevista, não tendo script. Apesar de ter sido uma participação pequena, Lombardi garantiu atenção com sua beleza e carisma. Em seguida participou do ótimo Patti Cake$ (2017). Como próximos projetos, Lombardi será visto, como protagonista, nos dramas Sollers Point (2017)We the Coyotes (2018), o ultimo tendo estreado no Festival de Cannes 2018. Nada mau para quem morava em seu carro.

2- Aneurin Barnard

anuerin

Aneurin Barnard acabou de fazer 31 anos e nasceu no País de Gales. O jovem ator sempre sonhou em ser ator, desde sua infância, quando imitava James Bond, tendo estudado drama no Bridgend Youth Theatre e depois no Royal Welsh College of Music & Drama. Logo após se formar, ganhou a parte de Melchior Gabor na produção londrina do musical de sucesso Spring Awakening, pelo qual venceu o prêmio Laurence Olivier de melhor ator em musical em 2010.

 

cdb3d9a7415778c828524236d09ff65d

Entre seus trabalhos mais conhecidos, destaca-se o drama e horror Citadel (2012), as minisséries The White Queen (2013)Moonfleet (2013- )War & Peace (2016), em que atuou ao lado de jovens talentosos como Paul Dano, Lily James e James Norton e Thirteen (2016), ao lado da jovem Jodie Comer, que vem fazendo barulho com a excelente série Killing Eve (2018- ). Logicamente o filme de maior destaque em sua carreira é sem duvida o excepcional Dunkirk (2017), de Christopher Nolan. E o talentoso galês está só começando, tendo vários projetos futuros, entre eles, os dramas Bigger (2018)The Goldfinch (2019), ao lado de Nicole Kidman e a comedia de ação Dead in a Week: Or Your Money Back (2018).

3- Marwan Kenzari

E lhe apresento Jafar! Na verdade, Marwan Kenzari, ator holandês que irá dar vida ao vilão Jafar na versão live-action da clássica animação da Disney, Aladdin, prevista para 2019. O filme, que será dirigido por Guy Ritchie, fez a sensata decisão de não contratar atores brancos, quando a história é passada no Oriente Médio. Kenzari é um ator premiado, tendo vencido o prêmio Golden Calf de melhor ator por sua performance no drama Wolf (2013) no Festival de Filmes da Holanda, em 2013.

7fz22egk5jez

O ator foi citado pelos veículos Variety, que o introduziu como ‘International Talent to Watch’ em 2014,  seguido pela lista da The Hollywood Reporter como ’15 International Break Out Talents of 2016′. Com o prestigio, acabou sendo escalado para filmes hollywoodianos, como Ben-Hur (2016) e The Mummy  (2017), com Tom Cruise. Ambas superproduções acabaram sendo grandes fracassos de critica e bilheteria. Em seguida participou da ok refilmagem Murder on the Orient Express (2017), dirigida por Kenneth Branagh e ao lado de um elenco estelar, entre eles Judi Dench, Michelle Pfeiffer e Johnny Depp. Além do blockbuster da Disney, o talentoso ator tem como futuro projeto The Angel (2018), novo drama da Netflix.

4- John Boyega

a7-5-768x1024

Filho de pais imigrantes da Nigeria, o britânico John Boyega, de apenas 26 anos, ficou conhecido mundialmente por interpretar Finn em um “pequeno” filme chamado Star Wars: Episode VII – The Force Awakens (2015). Porém o primeiro filme de destaque de sua carreira foi no divertido Attack the Block (2011). Sua paixão por atuação começou desde criança, passando boa parte de sua infância no teatro.

ce3eca41908a4402e9079f4951587e0d--photographs-photos

Em 2014, Boyega ficou entre os 3 finalistas para o papel central de Kingsman: The Secret Service (2014), que acabou ficando para Taron Egerton. O ator esteve do drama da Netflix, Imperial Dreams (2014) e participou da série 24: Live Another Day (2014). Após seu papel em Star Wars, o jovem ator esteve no ótimo Detroit (2017) e em Pacific Rim: Uprising (2018), além de reprisar seu papel na sequencia Star Wars: Episode VIII – The Last Jedi (2017). Entre seus próximos projetos, o ator, que se diz fanático por Michael Bay, estará na animação Watership Down, ainda sem data de estreia e, claro, Star Wars: Episode IX (2019). E quem sabe em algum projeto futuro de Mr. Bay.

5- Joe Cole

21fcd30620893630424a91b9b93ae9ac

Joe Cole, de 29 anos, é um dos atores mais promissores de sua geração. O inglês, que estudou atuação no National Youth Theatre, começou sua carreira no teatro. É o filho mais velho, tendo 4 irmãos, entre eles, o também ator Finn Cole, que pode ser visto na série Animal Kingdom (2016– ). Após pequenas participações em filme e séries, como Skins (2007–2013), Cole entrou para o elenco regular do elogiadíssimo drama Peaky Blinders (2013-).

 

685131484

No cinema participou do esquecível Secret in Their Eyes (2015), com Julia Roberts e do ótimo Green Room (2015). Esteve também no elogiado Thank You for Your Service (2017), com Miles Teller, além do ótimo episódio Hang the DJ da cultuada série da Netflix, Black Mirror (2011– ). Seu próximo projeto, com data prevista para agosto desse ano, vem recebendo muitos elogios. Trata-se de A Prayer Before Dawn (2017), filme sobre a historia real de um lutador de boxe ingles que é preso em uma das prisões mais notórias da Tailândia. Tem ainda a série britânica Pure (2018– ) e o drama Colin You Anus (2018). E isso é só o começo…

 

 

New Generation: Girls

E a lista continua. Segue segunda parte:

1- Mackenzie Davis

01-falls-finest

 

Mackenzie Davis é canadense de Vancouver e fez faculdade em um de meus lugares favoritos, Montreal. Já apaixonada por atuação, se mudou para Nova York para tentar a carreira de atriz. Seu filme de estreia foi Breathe In (2013), ao lado de Guy Pearce. Depois participou na fraquíssima comédia That Awkward Moment (2014), com Zac Efron e na elogiadíssima e pouco vista série Halt and Catch Fire (2014 – 2017). Em 2015 esteve na bobagem Freaks of Nature e no excelente The Martian, em que causou ótima impressão, mesmo sendo um papel pequeno em uma superprodução.

mackenzie-davis-vanity-fair-magazine-november-2015-issue_1

Porém foi no ano seguinte que a atriz conquistou de vez o público. Estou falando da série Black Mirror (2011 – ), mais precisamente do excelente episódio San Junipero,  que, ao lado da também talentosíssima Gugu Mbatha-Raw, fazem um dos casais mais irresistíveis da tv. No mesmo ano Mackenzie fez Always Shine (2016), um dos mais interessantes filmes de 2016, que mais que recomendo. A atriz apresenta um dos seus melhores trabalhos nesse filme. Em seguida participou do absolutamente genial Blade Runner 2049 (2017), que foi absurdamente injustiçado no Oscar 2018.

Entre seus próximos projetos estão a última colaboração entre Jason Reitman e Diablo Cody, a comédia dramática Tully (2018), ao lado de Charlize Theron. O filme estréia essa sexta (04 de maio) e já vem colhendo muitos elogios. Estrela também a comédia Izzy Gets the F*ck Across Town (2017). Para o próximo ano, estará no terror The Turning (2019) e abocanhou o papel do reboot ainda sem título da franquia Terminator, com o retorno de Arnold Schwarzenegger e Linda Hamilton, além da adição de Diego Boneta. Sem dúvida, uma de minhas favoritas atrizes do momento.

2- Karen Gillan

karen-gillan-the-sunday-times-photoshoot-december-2017-4

A escocesa Karen decidiu que queria ser atriz aos 16 anos, começando a carreira em pequenos papeis em séries de tv britânicas. Em 2010 teve seu primeiro papel em uma série de grande sucesso, no caso Doctor Who (2005 – ), onde ficou por 2 anos. Em 2013 estrelou o bom horror Oculus (2013), que fez relativo sucesso. Em seguida conseguiu o papel de Nebula no grande sucesso e ótimo filme Guardians of the Galaxy (2014). A atriz reprisou o papel na sequencia Guardians of the Galaxy Vol. 2 (2017) e em Avengers: Infinity War (2018), que acabou de estrear nos cinemas.

Karen-Gillan-hot-photos-and-pictures-19

Guardiões não é a única superprodução em sua carreira. A atriz esteve no mega sucesso Jumanji: Welcome to the Jungle (2017), que obviamente terá uma sequencia para o próximo ano. Talentosa e ambiciosa, aos 30 anos, acabou de lançar no festival de Tribeca sua estréia na direção, com a comédia dramática The Party’s Just Beginning (2018), que teve boa recepção. Karen tem o sonho d trabalhar com o genial diretor Michael Haneke, que dirigiu maravilhas como The White Ribbon (2009) e a obra-prima Amour (2012).

Entre seus próximos projetos, além das continuações de Jumanji e Avengers, estão o drama All Creatures Here Below (2018) e a comédia Alex & The List (2018). Com certeza veremos muito de Gillian, na frente e atras das câmeras.

3- Kiki Sukezane

108e5458e59d02b8a9bf7a30345a19a8

Kiki é uma japonesa de Kyoto que estreou na tv americana com a série Heroes Reborn (2016), que foi um fracasso, sendo cancelada. A série era realmente bem fraca, porém a atriz foi uma ótima revelação. Descendente de uma família de Samurais, Kiki possui treinamento em artes marciais, o que a ajudou a ganhar o papel em Heroes.

Kiki-Sukezane-Feet-1925078

Com o cancelamento, voltou a fazer projetos no Japão, porém está de volta ao ocidente, estando em duas séries do momento, Lost in Space (2018– ), elogiada série da Netflix que vem fazendo barulho e o hit da HBO Westworld (2016- ). Já passou da hora de atores asiáticos terem mais oportunidades em grandes projetos. Kiki veio para ficar.

4- Aja Naomi King

Aja+Naomi+King+Long+Hairstyles+Long+Straight+gztzJyXsYD_l

 

Aos 33 anos, Aja é uma das mais belas atrizes da tv. A californiana fez vários curtas antes de estrear na tv em séries como Blue Bloods (2010- )Person of Interest (2011–2016). Porém teve maior destaque na série Emily Owens M.D. (2012–2013), que foi cancelada após uma temporada. Em seguida esteve no independente drama Four (2012), pelo qual ganhou um prêmio no Festival de Filmes de Los Angeles.

aja-naomi-king-vanities-ss03-640x854

Atualmente faz parte da série How to Get Away with Murder (2014– ), em um papel de grande destaque. A série é boa, porém carece de personagens carismáticos. Felizmente esse não é o caso de sua personagem, uma jovem ambiciosa e determinada. Aja quase garantiu seu passaporte para Hollywood com um ótimo papel no ok drama The Birth of a Nation (2016). O filme era um grande favorito à prêmios, porém uma polemica em torno do ator e diretor do filme, Nate Parker, veio a tona e o longa foi totalmente desconsiderado. Infelizmente Aja incluída.  Talentosa, não faltará oportunidades para a atriz, que, como principais projetos, inclui The Upside (2017), remake do sucesso francês Intouchables (2011) e o drama A Girl from Mogadishu (2018).

5- Pom Klementieff

PomKlementieff

Mais uma canadense na lista, Pom Klementieff é de Quebec City. Dona de uma beleza singular, Pom é de descendência francesa, russa e coreana. Apesar de ter um passado repleto de tragédias (seu pai morreu quando ela tinha 5 anos e seu irmão cometeu suicídio quando a atriz completava 25 anos), Pom mantém uma atitude positiva, com muito senso de humor, Taekwondo, corrida e yoga.

c4ea025c5c17a03bd190cb55f0f790f0

A atriz morou na França, onde estreou como atriz, tendo participado em diversos filmes e séries. Sua  estreia no cinema americano foi com o remake Old Boy (2013), com Josh Brolin. O filme, que não deveria ter existido em primeiro lugar, foi um fracasso de critica e publico. Depois teve participação na boa quase ótima comedia Ingrid Goes West (2017) e no drama Newness (2017), com Nicholas Hoult. Porém seu papel de destaque foi no sucesso Guardians of the Galaxy Vol. 2 (2017), onde rouba a cena como Mantis. A atriz reprisou seu papel em Avengers: Infinity War (2018), que vem quebrando todos os recordes e voltará para a sequencia Guardians of the Galaxy Vol. 3, com previsão para 2020. A bela é sem dúvida uma das mais interessantes atrizes do momento.

 

New Generation: Boys

Segue primeira parte dos atores que prometem dominar Hollywood:

1- Tye Sheridan

WM201804COVRSHERIDAN

Texano de 21 anos, Tye teve sua estréia no cinema já em grande estilo, com The Tree of Life (2011), filme considerado por muitos (eu não incluso) uma obra prima do mestre Terrence Malick . 2 anos depois fez o ótimo Joe (2013), ao lado de Nicolas Cage, em que mostrou grande sensibilidade como um jovem que sofre abusos de seu pai.

tye-sheridan-975

De seus filmes seguintes, se destacam o ótimo The Stanford Prison Experiment (2015), a bobagem Scouts Guide to the Zombie Apocalypse (2015) e sua estréia como Cyclops, no frustrante X-Men: Apocalypse (2016). Tye é um dos jovens atores mais talentosos de sua geração e após várias marcantes performances em filmes indies, o ator tem, ultimamente, optado por atuar mais em superproduções. Além de reprisar seu papel em X-Men: Dark Phoenix, que estreia em 2019, pode ser visto no último filme de Spielberg, o divertido porém não muito mais que isso, Ready Player One (2018). Logicamente que isso é ótimo para sua conta bancária, porém não a melhor oportunidade de mostrar seu talento em personagens pouco desenvolvidos e menores que os filmes em si. Mas, de acordo com seus próximos projetos, Tye vai poder novamente mostrar a que veio. Estará no drama de guerra The Yellow Birds (2017), ao lado de Jennifer Aniston, no drama All Summers End (2017), alem de Friday’s Child (2018), filme de ação ao lado de Imogen Poots. Não é a toa que é capa da nova edição da revista W magazine (foto no topo).

2- Harris Dickinson

73731d2fc5dc3eac3e0e562778367f3f

Harris, também de 21 anos, fez seu filme de estréia ano passado com o ótimo Beach Rats e já garantiu seu ingresso em Hollywood. No filme, o ator interpreta um jovem do Brooklin que, secretamente, navega em sites à procura de sexo com homens mais velhos. O britânico está excelente no filme, com uma performance interna e extremamente sensível.

1017.flip.who.lo_1000

O jovem pode ser visto na série da FX Trust (2018-). Tanto a série quanto sua performance tem sido bastante elogiada. Tem ainda como próximos projetos, o drama Postcards from London (2018), o terror The Medium, ainda sem data de estreia e o Sci-Fi The Darkest Minds (2018), baseado na trilogia literária de Alexandra Bracken. Quem sabe teremos o novo The Hunger Games…O sucesso do filme ainda é incerto, porém não a carreira desse belo e talentosíssimo ator, que está rumo ao estrelato.

Curiosidade: Harris nasceu em Leytonstone, lugar onde também nasceu ninguém menos que o mestre Hitchcock.

3- Daniel Kaluuya

Daniel-Kaluuya

Daniel, apesar de ter somente 29 anos, já possui uma carreira extensa, tendo feito muita TV na Inglaterra, país onde nasceu. Entre elas, Skins (2007–2013)Psychoville (2009-2011)The Fades (2011) e Black Mirror (2011– ). Porém, foi com sua performance no sucesso Get Out (2017), que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de melhor ator, e no mega sucesso Black Panther (2018), que o colocou sob os holofotes.

img-daniel-kaluuya_132236993946

Kaluuya acabou não levando a estatueta, porém baseado em sua ótima atuação para esse filme, sem dúvidas terá muitas chances futuramente. Um de seus próximos projetos é Widows (2018), novo filme de Steve McQueen, diretor dos excelentes Shame (2011)12 Years a Slave (2013). O elenco fantástico conta ainda com Liam Neeson, Viola Davis, Carrie Coon e Colin Farrell.

4- Hayden Szeto

Hayden-Szeto1892

Hayden é canadense de Vancouver e chamou a atenção ao atuar no filme The Edge of Seventeen (2016), deliciosa comédia em que dividia cena com Hailee Steinfeld (excelente) e Woody Harrelson. O ator esbanja carisma no filme, tendo sido o primeiro ator do elenco a ser contratado. Antes de atuar, Hayden esteve em diversos comerciais de marcas populares como Adidas e Coca Cola.

haydenszeto_kathyboos_003_cropped

Filho de pais chineses, o ator é de uma família de artistas, sendo seu pai e avô, famosos pintores na China. Hayden, cujo nome chinês significa “Sunrise”, pode ser visto nos cinemas no terror Truth or Dare (2018), que foi odiado pelos críticos.

Entre seus próximos projetos, tem a série Lodge 49 (2018-) ao lado de Wyatt Russell e a versão para TV do filme What We Do in the Shadows, comédia que acompanha alguns vampiros vivendo na Nova Zelândia. Infelizmente ainda há poucos atores de origem asiática em grandes produções da TV e filmes. Porém temos esperança que isso irá mudar e Hayden é, sem dúvida, um dos primeiros de muitos talentos por vir.

5- Louis Hofmann

2b90a8485f1a0ca075586c4a1eeb730e

Aos 20 anos, Louis é um dos jovens atores alemães de maior sucesso internacional. O ator trabalhou na TV alemã quando estrelou o drama Sanctuary (título original Freistatt (2015)), filme que lhe rendeu prêmios na Alemanha. Em seguida fez o excelente Land of Mine (2015), que foi nomeado ao Oscar de filme estrangeiro, representando a Dinamarca. O ator está ótimo no papel de um jovem soldado obrigado a desarmar minas colocadas em uma praia na Dinamarca, que foram colocadas pelos alemães na Segunda Guerra Mundial.

kinopoisk.ru

Em 2016, Louis atuou no ótimo filme de temática gay Center of My World (2016), que já indiquei no blog. Porém o sucesso internacional veio mesmo com a série da Netflix Dark (2017– ), que virou mania em muitos países e logicamente já foi renovada para uma segunda temporada. Com o sucesso da série, o ator já começou a receber mais trabalhos internacionais, tendo tido uma pequena participação em Red Sparrow (2018) ao lado de Jennifer Lawrence e estará em The White Crow (2018), drama biográfico dirigido por Ralph Fiennes. Talentoso e versátil, não deve demorar para Louis estar fazendo as malas para Hollywood.

 

 

 

New Generation: Girls

Começando com esse post, irei listar os atores e atrizes que estão dominando no mundo do cinema e tv. A lista não é apenas de novatos e americanos, mas de atores de todas as partes do mundo que estão construindo uma promissora carreira internacional. Ladies first:

1- Sophie Turner

gaeq8erq8l6z

Aos 22 anos, a jovem inglesa fez sua estréia como atriz na série fenômeno da HBO Game of Thrones (2011- ), como Sansa Stark, que afirma ter feito o teste, inclusive pintando seus naturais cabelos loiros de vermelho, por influencia de sua professora de teatro. A partir de então sua carreira decolou e hoje é uma das maiores promessas de Hollywood.

 

Sophie-Turner--Glamour-Mexico-2015--12

Além da série, que terá sua última temporada no próximo ano, Turner também estreou em alguns filmes, como o pouco visto Barely Lethal (2015) e fez sua estréia como a jovem Jean Grey na bobagem X-Men: Apocalipse (2016). Seu próximo grande trabalho será novamente como Jean Grey, dessa vez como a titular, em X-Men: Dark Phoenix, que recente foi adiado para 2019. Apesar de tê-la considerado fraca em sua estréia em Thrones, a atriz amadureceu e vem se mostrando bastante talentosa.

Curiosidades: Turner tem excelente gosto, citando como seu filme favorito o excelente One Flew Over the Cuckoo’s Nest (1975)  e suas favoritas séries, Hannibal (2013–2015) e Breaking Bad (2008–2013). A atriz está noiva de Joe Jonas desde Outubro de 2017.

2- Letitia Wright

Calvin+Klein+Collection+Arrivals+February+bG9G28rxGcXl

Ela conseguiu roubar a cena em um filme repleto de atores “sensações”como Lupita Nyong’o e Chadwick Boseman. Apesar de te participado em diversas séries britânicas, como Doctor Who (2005- )Humans (2015- )Black Mirror (2011- ), foi com o fenômeno Black Panther (2018) que Wright chamou a atenção.

Letitia Wright portrait

Talentosa e super carismática, a atriz de 24 anos pode ser vista em Ready Player One (2018), de Spielberg e Avengers: Infinity War (2018). Sem dúvida isso é só o começo de uma futura carreira brilhante. Letitia é, sem dúvida, uma das maiores revelações do ano.

3- Anya Taylor-Joy

anya-taylor-joy-wide-wallpaper-61626-63453-hd-wallpapers-e1517501442140

Anya, ou melhor Anya Josephine Marie Taylor-Joy, é uma das mais interessantes atrizes dessa nova geração e uma de minhas favoritas. Apesar de ter nascido em Miami, Anya viveu até os 6 anos na Argentina, quando mudou para Londres. Até então, só falava espanhol.

58903f7e23abfcf2485e0b215795e56cA atriz chamou atenção logo em sua estréia, em uma formidável performance no absolutamente assustador The Witch (2016). Em seguida estrelou o frustrante Morgan (2016) e o sucesso Split (2016), de M. Night Shyamalan.

Um de seus mais recentes filmes é o super elogiado Thoroughbreds (2017), que ainda não tive a oportunidade de ver. Seus próximos projetos são a continuação de Split, Glass (2019)The New Mutants (2019), que antes previsto para esse ano, foi adiado para 2019. Dona de uma beleza exótica e talentosíssima, a jovem tem tudo para se tornar uma super estrela. Marquem minhas palavras…

4- Julia Garner

Julia-Garner-Height-Age-Weight-Measurement-Biography-Net-Worth-

Nascida e criada em Nova York, Julia, apesar de ter somente 24 anos, já possui um extenso currículo como atriz. Entre os projetos que participou estão The Perks of Being a Wallflower (2012)Sin City: A Dame to Kill For (2014) e a série The Americans (2013-). Atualmente faz parte do elenco de Ozark (2017-), série da Netflix que já foi renovada para uma segunda temporada.

61a17ce381395827b309484187494d4e

A jovem tem como ídolo a lendária atriz Bette Davis, sendo What Ever Happened to Baby Jane? (1962) seu filme favorito da diva. Julia é talentosa e vem fazendo um belo trabalho em Ozark. Também participou da mini-série Waco (2018) e tem como próximo projeto outra série da Netflix, a comédia Maniac (2018-), que será estrelada por Emma Stone e Jonah Hill.

5- Sasha Lane

Screen-Shot-2016-07-21-at-4.11.52-PM-628x348

Sasha fez sua estréia no longa da diretora Andrea Arnold, o excelente American Honey (2016). Mostrando talento nato, logicamente que a jovem do Texas iria receber várias propostas de trabalho. A atriz foi descoberta pela diretora, que estava à procura de sua protagonista e não teve dúvidas quando a conheceu.

sasha-lane-2-1200x800

Seu mais recente filme, o elogiadíssimo The Miseducation of Cameron Post (2018), teve estréia no festival de Sundance desse ano. O filme trata do assunto terapia de conversão para gays, e a atriz aproveitou a oportunidade para se assumir como bissexual. Entre seus próximos projetos estão o drama Hearts Beat Loud (2018) ao lado de Nick Offerman e a comédia dramática Shotgun (2018), com os jovens Maika Monroe e Jeremy Allen White. Além, é claro, da superprodução Hellboy (2019). E nasce uma estrela…

 

Yay or Nay: Filmes e séries

1- Love, Simon (2018)

Love-Simon-Movie

Baseado no livro Simon vs. the Homo Sapiens Agenda, de Becky Albertalli, Love, Simon conta a história de Simon, um jovem gay de 17 anos que esconde sua orientação sexual de sua família e amigos. Tudo muda quando tem seu segredo ameaçado por um colega de classe, ao mesmo tempo em que tenta descobrir a identidade de um estudante com quem se conecta online e por quem acaba se apaixonando. Há duas formas de avaliar esse filme. Primeiro: O fato de um longa protagonizado por um adolescente gay, em busca de seu primeiro amor, ser produzido por um grande estúdio é de extrema importância histórica e esperamos que sirva de exemplo para futuros projetos similares. Segundo: A qualidade do filme em si, que, apesar de bem intencionado e agradável, possui vários problemas, como o mau desenvolvimento dos personagens secundários, todos unidimensionais. Quanto ao protagonista, apesar de contar com um desempenho sólido de Nick Robinson, o filme também não desenvolve de maneira satisfatória seu relacionamento com os demais personagens, o que, somado às diversas vezes em que o longa muda o foco para a história de um outro estudante, acabe, consequentemente,  diminuindo a carga dramática de sua trajetória. Ainda assim, o filme possui cenas chaves que divertem e emocionam.

Veredito: YAY – Mesmo que no final seja um filme apenas bonitinho, quando se tinha potencial para muito mais, Love, Simon quebra barreiras e dá um passo importante e definitivo à favor da inclusão. Avaliação: 6

2- The Strangers: Prey at Night (2018)

the-strangers-prey-at-night

Fazem 10 anos desde que The Strangers (2008) estreou nos cinemas, e, mesmo com o sucesso comercial (mais de 80 milhões à um custo de 9 milhões), a tão anunciada sequência custou a sair do papel. Com a estreia The Strangers: Prey at Night (2018), a pergunta é, valeu a pena a espera? Decidindo por não mencionar os acontecimentos e personagens do original, o longa conta a história de uma família de 4 pessoas que, ao passar a noite em um isolado parque de casas móveis (populares em alguns estados norteamericanos), são perseguidos e caçados por um grupo de assassinos mascarados. É isso… Não que o primeiro filme fosse original ou tivesse um roteiro super elaborado. Não tem, porém compensava o fiapo de história que possuía com um crescente e enervante clima de suspense, além de boas performances de Scott Speedman and Liv Tyler. Se por um lado Prey at Night deixa a desejar nas performances (os personagens não ajudam, sendo todos ralos e no caso da adolescente, insuportavelmente chata), o filme até que cresce em sua segunda metade, entregando boas e tensas cenas de perseguição.

Veredito: YAY e NAY – Se originalidade não for um fator importante e “mais do mesmo” for aceitável, digamos que o filme oferece tensão o suficiente para uma sessão da tarde descompromissada. Já se o esperado for um aprimoramento sobre o filme original, ou uma boa história, personagens bem construídos e boas atuações, nesse caso nope, recomendo que o evite. Avaliação: 5

3- Runaways (2017– )

runaways.0

Adaptação baseada na equipe de super-heróis da MarvelRunaways conta a história de um grupo de adolescentes que se unem contra seus próprios pais, que descobrem serem super vilões disfarçados. Trata-se de uma série da Hulu, que teve um ótimo ano de 2017 com a premiadíssima The Handmaid’s Tale (2017-) e que, com essa série, tenta atrair os expectadores mais jovens. Apesar do material interessante e contar com um elenco jovem diverso e simpático, Runaways mostrou ser, em sua primeira temporada, uma série de grande potencial porém de resultado frustrante. O ritmo dos episódios são irregulares e a série usa uma boa parte de seu tempo focando nos personagens adultos, que representam o arco mais fraco do show. Um tom mais cômico ajudaria e mesmo os arcos dramáticos são um tanto rasos.

Veredito: YAY – Apesar da primeira temporada irregular, a série possui bons episódios e, com um pouco mais de ambição e consertando alguns problemas, tem tudo para ser um hit para a Hulu. Veremos… Avaliação: 5

4- Game Night (2018)

image

Game Night conta a história de um casal, Max (Jason Bateman) e Annie (Rachel McAdams), que se reúnem freqüentemente com um grupo de amigos para noites de jogos. Quando, em uma noite, pensam estarem em um jogo onde devem desvendar um assassinato, acabam se vendo em um mistério de verdade, onde devem correr para salvar o irmão mais velho de Max, Brooks (Kyle Chandler). Honestamente não estava esperando muito dessa comédia, que acreditava ser apenas uma bobagem com uma ou outra piada engraçada. Estava enganado, pois trata-se de um filme esperto, com um roteiro simples porém eficiente e melhor, bastante engraçado, sendo por vezes hilário. O elenco competente ajuda, principalmente McAdams, genuinamente engraçada. Sua interação com Bateman, com que possui ótima química, é o ponto alto do filme. Claro que nem tudo é perfeito, o filme perde um pouco a força em algumas cenas de ação, além de não aproveitar completamente o talento do restante do elenco, como Billy Magnussen e sobretudo a sempre fantástica Sharon Horgan, estrela da hilária série da Amazon Catastrophe (2015-).

Veredito: YAY – Game Night é uma grata surpresa em um gênero que tem rendido cada vez menos bons e realmente engraçados filmes. Avaliação: 6,5

Dica TV: Fleabag (2016-)

Fleabag-cast

Já começo esse texto dizendo que Fleabag é uma série obrigatória. Sendo uma das melhores séries que já assisti, é original, inteligente e que consegue ser hilária e melancólica em um mesmo episódio. Dividida em 6 partes, conta a história de Fleabag (interpretada pela excelente Phoebe Waller-Bridge), uma jovem londrina que, após a perda recente de sua melhor amiga em um acidente, lida com a tragédia se entregando a bebedeiras e sexo casual, enquanto tenta livrar sua cafeteria da falência. Baseada em uma peça da própria         Phoebe Waller-Bridge, apesar de cômica, a série certamente não é leve, sendo repleta de personagens excêntricos. Entre eles, sua irmã Claire (Sian Clifford), mulher bem sucedida casada com um idiota, seu omisso pai (Bill Paterson), sua terrível sogra (a grande Olivia Colman, diabolicamente engraçada), além dos interesses românticos, o estranho namorado Harry (Hugh Skinner) e o galã chamado por Fleabag de “Arsehole Guy” (Ben Aldridge), porque…bem, não quero dar nenhum spoiler.

Fleabag é uma série original da Amazon, que a renovou para uma segunda temporada com previsão de estreia para somente 2019.

Dica TV: Casual (2015-)

 

casual-hulu

Casual é uma da melhores séries atuais e é injusto que não tenha alcançado o sucesso e prestígio que merece. Conta a história de um solteirão que divide sua casa (mansão) com sua irmã divorciada, a quem ajuda a criar sua filha adolescente. Muito próximos, se apoiam um no outro enquanto se aventuram em novos relacionamentos amorosos e sexuais. Alex (Tommy Dewey) é o criador de um site de namoro online que não consegue se manter em um relacionamento sério enquanto Valerie (Michaela Watkins) divide seu tempo entre cuidar de sua filha rebelde Laura (Tara Lynne Barr) e seu trabalho como terapeuta.

Muito bem escrita, engraçada e com um elenco afiadíssimo, a série trata de assuntos como sexo, relacionamento nos dias atuais, traumas, ressentimentos e descoberta da sexualidade, entre outros. Tudo com humor, drama e muito vinho. Presente no catálogo do HULU, a série foi renovada para sua quarta e infelizmente última temporada, com estréia em julho desse ano. Imperdível.